9/28/2014

Estrutura de base da Feirinha da Nova Imperatriz está em fase de conclusão. Obra é realizada pela Prefeitura.


A SEAAP acelerou as obras de reestruturação do espaço. O prazo mínimo para entrega é de 120 dias.

A primeira etapa de reestruturação da Feirinha da Vila Nova Imperatriz termina até dia (30). De acordo com o secretário de Agricultura, Abastecimento e Produção (SEAAP), José Fernandes, nessa fase foi priorizado a limpeza do terreno, recolhimento de entulhos, escavação das alas e confecção de ferragens, de modo que todos estes procedimentos estão sendo finalizados.

Segundo José Fernandes, na segunda etapa, a compactação do terreno será feita para implantar as colunas e posteriormente colocar o telhado. “Temos um compromisso com os feirantes que foram realocados e que estão aguardando a entrega dessa construção. Sobretudo, compromisso com a população que é beneficiada com a feira. Por isso, vamos intensificar as obras para entregar o espaço com a estrutura adequada para atender tanto feirantes quanto consumidores”.       

Para agilizar com segurança os serviços de reestruturação da Feira, a SEAAP realocou cerca de 100 feirantes para o espaço provisório localizado na Rua São Francisco. Além de acelerar as obras, a medida também assegura que os comerciantes não sejam prejudicados durante o período de execução das obras.

José Fernandes garante que após a conclusão das obras, a SEAAP vai disponibilizar o apoio necessário para retorno. “Dá mesma forma que nos disponibilizamos para ajudar no processo de mudança para o espaço provisório, quando as obras estiverem concluídas também vamos oferecer o apoio necessário para o retorno”.

Investimento- O valor total da obra é de R$ 793 mil, desse valor, R$ 600 foi viabilizado pelo projeto, somado com a contrapartida do município para complemento do município, cerca de R$ 193 mil. O projeto é resultado da parceria entre prefeitura, Governo Federal e emenda parlamentar.

Atualmente a Ferinha da Nova Imperatriz conta com de 108 feirantes. Desse total 68 são fixos e 40 itinerantes, sendo estes, produtores que trabalham somente aos finais de semana. 


[Eva Fernandes]