11/10/2014

Meio ambiente exigirá “selo de aferição”

 
Fiscalizações estão sendo realizadas pelos agentes de Trânsito, Polícia Militar e técnicos do Meio Ambiente
 
Gil Carvalho
O serviço de propaganda volante e a utilização de som automotivo serão disciplinados em Imperatriz, segundo informa o analista ambiental Anwar Amorim, da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Sepluma) da Prefeitura de Imperatriz.
“Esse trabalho começa a ser desenvolvido nessa semana, inclusive colocando os ‘selo de aferição’ nos veículos que forem aferidos pelos técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente”, disse ele, ao lembrar que os carros de propaganda volante e de som automotivo serão aferidos na Avenida João de Deus Fiquene, a Beira-rio.
Segundo ele, o selo será o “passaporte” para que o cidadão possa trabalhar legalizado com propaganda volante e carro de som automotivo (entretenimento) no município de Imperatriz. “Os veículos de som automotivo serão regulamentados quanto ao volume sonoro permitido por lei”, disse.
Anwar Amorim garante que os veículos flagrados pela fiscalização sem o “selo de aferição” poderão ser autuados pelos agentes de Trânsito e a Polícia Militar que notificarão e multarão os motoristas infratores.
Quantidade – Embora o município não tenha uma lei específica que discipline a quantidade permitida de veículos para propaganda volante, o analista ambiental explica que o número de carros para esses fins poderão ser alvo de fiscalização amparados na legislação federal. “A lei disciplina que dependendo do número de habitantes existe uma quantidade máxima de veículos de propaganda permitido para circular na cidade”, finaliza.