1/17/2015

“Neném Bragança foi um ícone da cultura de Imperatriz”, afirma Sebastião Madeira


            Por seu envolvimento no projeto Arte & Cidadania nas Escolas, coordenado por seu parceiro Zeca Tocantins, o músico, cantor e compositor Neném Bragança recebeu o reconhecimento do prefeito Sebastião Madeira, e de maneira especial do amigo de adolescência, o presidente da Fundação Cultural de Imperatriz - FCI, Lucena Filho.

            Quando retornou de São Paulo para Imperatriz, a secretária municipal de Saúde, Conceição de Maria Madeira, determinou que toda atenção fosse prestada ao artista. Tanto que, quando piorou seu estado de saúde, Neném Bragança foi encaminhado para o Hospital Municipal de Imperatriz recebendo os cuidados médicos necessários.

            Na manhã de quinta-feira (15), o prefeito Sebastião Madeira cancelou todos os seus compromissos institucionais e ficou no velório acompanhado do vice-prefeito Pastor Luis Carlos Porto, do assessor-chefe de Comunicação, jornalista Élson Araújo, do secretário-adjunto de Meio Ambiente, Carlos Lima, encontrando-se com Lucena Filho que esteve o tempo todo ao lado dos familiares e amigos de Neném.

            Ao conceder entrevista, o prefeito Sebastião Madeira lamentou a morte de Neném Bragança, afirmando que o artista foi o ícone da cultura da cidade. Lembrou que Neném cantava com vibração, com alegria, o que o tornara num excelente intérprete. “Ele certamente servirá de exemplo para a nova geração de cantores de nossa terra”, resumiu Madeira.
            Para Élson Araujo o carnaval de Imperatriz que se aproxima não terá a mesma alegria pela ausência de Neném Bragança. “O Neném não era tão somente um grande intérprete da MPB, ele também cantava e fazia vibrar os foliões entoando músicas carnavalescas”, observou o jornalista, lembrando que o artista representou muito bem a cidade participando de festivais por todo o Brasil.


            Lucena Filho e Zeca Tocantins, presidente e coordenador de cultura, respectivamente, da Fundação Cultural de Imperatriz lembraram da vivência de tantos anos junto com o artista. De acordo com Lucena Filho, Neném Bragança foi o grande parceiro de Zeca no projeto Arte & Cidadania nas Escolas em todos os momentos. “Ele só deixou o projeto quando adoeceu, que não pôde mais cantar”, observou Lucena Filho. (Domingos Cezar/ASCOM)