2/24/2015

Construção e ampliações de Unidade Básicas de Saúde garantem atendimento de qualidade na Atenção inicial


Com a construção de três novas UBSs, Imperatriz contará com 45 Unidades Básicas de Saúde.

“Melhorar a assistência médica, farmacêutica e de enfermagem”, explica a secretária de Saúde Conceição Madeira ao falar dos objetivos da entrega dessas novas estruturas que compõe as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Imperatriz. Em aproximadamente cinco meses, segundo afirmou o Engenheiro do setor de Assessoria e Planejamento da SEMUS, serão entregues três novas UBS.

Estas estão sendo construídas no Parque do Buriti, Bom Sucesso e Conjunto Nova Vitória. Além das novas edificações, oito ampliações estão em andamento no município. As obras foram iniciadas e estão adiantadas. As UBS´s contempladas com os projetos de ampliação são as dos bairros Ouro Verde, Vila Nova, Santa Rita, Nova Imperatriz, Centro Novo, Parque Alvorada e dos Distritos Coquelândia e Vila Conceição.

Conceição Madeira, ressalta que tanto as novas construções quanto as reformas contemplam um moderno projeto arquitetônico. “Essas novas estruturas contemplam Consultórios Médicos e Odontológicos; sala de Imunização, sala de Curativo, depósito de medicamentos, sala de reuniões, departamento de administração, sala de procedimentos, sala de Educação e Saúde Bucal, almoxarifado, recepção, copa-cozinha e banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais”, esclarece.

A secretária observa ainda que a partir destas obras será possível dinamizar e melhorar a logística de assistência prestadas aos usuários do Sistema Único de Saúde de Imperatriz dentro da Atenção Básica. “Consequentemente melhoraremos a urgência e emergência também, visto que os investimentos em saúde primária diminuem os agravos que levam os pacientes ao pronto socorro”, acrescenta Conceição.


Segundo a gestora, com a construção de mais três UBS o município contará com 45 Unidades Básicas de Saúde. Além disso, com a melhoria e ampliação dos ambientes das UBS´s já existentes proporcionarão um acolhimento de melhor qualidade e atenderá os usuários de forma mais digna.[Maria Almeida/ASCOM]