2/11/2015

“Imperatriz avança no social”, garante secretária


Para Miriam Ribeiro a realidade social de Imperatriz hoje é bem melhor.
“Somos julgados pelo que deixamos de fazer e nunca pelo que fazemos”, disse o prefeito Madeira, ainda no ano passado, no dia da  inauguração de mais um serviço público da sua gestão em parceria com o Governo Federal  voltado para o social: O  Centro Pop, destinado à assistência  da população de rua.
A fala do prefeito foi no sentido dos avanços nas mais diversas áreas já elencados durante sua gestão, mas que pelo tamanho da cidade, pelo volume de problemas  pouco são percebidos, exceto pela população atingida. “São os bens intangíveis, não vistos, mas sentidos”, disse o prefeito.
“Se o Madeira deixasse hoje a Prefeitura já teria valido a pena sua passagem pela gestão municipal pelos avanços conquistados, não só na área social, mas também, na saúde, na agricultura; e mesmo na tão demandada infraestrutura”, disse ontem a atual secretaria de Desenvolvimento Social do Município Miriam Reis Ribeiro. Coube à professora Miriam, a convite do prefeito Madeira, prosseguir com o trabalho da área social da Prefeitura iniciado pela atual secretária de saúde Conceição Madeira.
Empreendedora de sucesso na área da educação, a principio, Miriam Ribeiro, que mora em Imperatriz há mais de 40 anos, relutou mas acabou por aceitar o convite e hoje comanda 500 servidores, que lhe ajudam a desenvolver os diversos programas sociais, próprios  e os que são realizados em parceria com o Governo Federal.
“Quando o Madeira assumiu Imperatriz só tinha dois Centros de Referência da Assistência Social, hoje são cinco. Considerando que cada um desses centros é responsável pelo atendimento de uma população estimada em cinco mil famílias, a Secretaria de Desenvolvimento Social hoje é diretamente responsável por assistir a uma clientela estimada em 25 mil famílias”
Miriam disse que tem sido um grande desafio comandar a pasta social da atual gestão, mas ao mesmo tempo é satisfatório constatar que com o apoio direto do prefeito Madeira, os resultados são visíveis
“A gestão praticamente zerou a presença de crianças e adolescentes nas ruas da cidade em situação de vulnerabilidade social. Elas estão distribuídas e assistidas nos mais de 42 espaços de convivência mantidos pela Prefeitura de Imperatriz”, informou a secretária ressaltando que  “é notório o esforço do Prefeito de Imperatriz para garantir serviços, ações e projetos a serem desenvolvidos para as crianças, os idosos e os grupos que se encontram em vulnerabilidade social e como ele bem  disse,  isso não pode ser medido, mas já pode ser sentido”.
PROGRAMAS E PROJETOS - 
A secretária lembra que no passado  a parte social da Prefeitura de Imperatriz  voltou a contabilizar avanços, a começar pela maior adesão já realizada no interior do Maranhão, destinada a habitação popular. Em parceria com o Governo Federal, por meio do Programa de Habitação, Minha Casa, Minha Vida, os imperatrizenses foram beneficiados com, exatamente 6.920 moradias, nos empreendimentos Itamar Guará I e II, Teotônio Vilela I e II, Sebastião Regis e Canto da Serra.  O programa mobilizou a cidade, que para as duas etapas foram mais de 30.000 inscritos.

Sobre o Minha Casa Minha Vida em Imperatriz, a secretaria destaca que o papel decisivo da equipe que atua no programa. “É a Sedes quem exerce o principal papel na execução do programa de habitação, uma vez que disponibiliza material humano, nas etapas de inscrição, sorteio e montagem dos processos de documentações repassadas à instituição financeira responsável pela avaliação dos candidatos”, revelou. 
Sobre as moradias, mil unidades já estão habitadas, e para este ano serão entregues as 5.920 casas que estão em fase de construção e acabamento. Os imóveis são estruturados e divididos por sala, cozinha, dois quartos, banheiro, área de serviço, instalação elétrica e hidráulica, armazenamento e aquecedor de água. É o sonho da casa própria que virou realidade!
O Minha Casa Minha Vida é apenas um dos muitos programas tocados hoje na cidade pela Secretaria de Desenvolvimento Social.  Miriam Ribeiro lembra a Casa do Idoso, o programa de moradia social, o Coral Curumim, as casa Lar, De Passagem e da Criança e  o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que atende crianças oriundas de situação de trabalho infantil . “São mais de 1.500 crianças, de 06 a 17 anos que frequentam 20 polos do SCFV próximos de suas casas, no contra turno escolar” informa.
A secretaria Miriam Ribeiro, encerrou a entrevista ressaltando que ao se dedicar à atividade pública, como a que hoje ocupa, muitas vezes a pessoa sacrifica seus negócios particulares, o lazer, e mesmo a família, contudo, pelos  avanços e resultados obtidos tem valido a pena o sacrifício. “A realidade social de Imperatriz é outra, hoje. Como diz o prefeito Madeira, muitas vezes não é visto, mas pode ser sentido. Só tenho a agradecê-lo  pela por ter confiado a mim tão nobre missão ” concluiu a secretária.

[Sara Ribeiro/ASCOM]