4/01/2015

Defesa Civil irá instalar pluviômetros para previsão de desastres naturais



Gil Carvalho

A superintendência municipal de Proteção e Defesa Civil e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, definem parceria para instalação de pluviômetros automáticos em Imperatriz. O objetivo é melhorar a previsão de desastres naturais e reduzir os danos socioeconômicos e ambientais no sudoeste do Maranhão.

De acordo com o coordenador Francisco das Chagas Silva, o Chico do Planalto, o técnico Rodolfo Lima, do Cemaden, estará no período de 07 a 10 de abril na cidade para instalar quatro pluviômetros automáticos, ampliando a rede de monitoramento pluviométrico no Brasil. A meta é instalar esses equipamentos em locais próximos a áreas de risco de desastres natural.

“O pluviômetro é um aparelho meteorológico usado para recolher e medir, em milímetros, a quantidade de chuva precitada durante um determinado tempo e local”, disse ele, ao lembrar que os equipamentos serão instalados pelo Cemaden que enviarão os dados de forma automática, sem necessitar de energia elétrica para funcionar.

Segundo ele, a função do aparelho é coletar e medir a chuva, devendo ser instalado em locais descobertos de obstáculos (árvores, prédios altos) que possam interferir na quantidade de chuva captada pelo pluviômetro. Chico do Planalto ressalta que durante reunião realizada no ano passado, o técnico Ricardo Balzani expôs detalhes do projeto “pluviômetros automático” e citou que Imperatriz, devido a sua posição estratégica, foi escolhida para integrar a rede nacional de monitoramento.

“Assim que forem instalados, os equipamentos registrarão dados que irão proporcionar mais conhecimento sobre as chuvas no município, além de um melhor monitoramento e maior precisão nos alertas emitidos pelo Cemaden, contribuindo para o aumentar a segurança das operações de proteção e defesa civil”, reitera ele, ao citar que cinco locais foram visitados para receber os pluviômetros automáticos.

O Cemaden monitora atualmente 535 municípios nas regiões sul, sudeste, centro oeste, norte e nordeste.