10/30/2015

TRAVESSIA URBANA: “ O problema não é financeiro” diz Madeira


O  Prefeito participou ontem, em Brasília, de audiência Pública sobre a travessia urbana de Imperatriz

O prefeito  Sebastião Madeira (PSDB) declarou que  a Audiência Pública realizada ontem em Brasília para debater  o  “ destino”  do projeto de  construção da  travessia urbana de  Imperatriz  foi positiva.  Madeira  esclareceu que a partir dessa audiência,  provocada pelo presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) foi possível saber que o problema determinante da letargia da obra não é financeiro, e sim “ técnico/burocrático”.

Segundo o prefeito uma série problemas tem atrapalhado o andamento da obra. Entre eles   com  a prestadora de serviço elétrico e uma  empresa  de fibra ótica.  Esses problemas, conforme  Madeira , diz respeito à remoção  de implementos das empresas  que estão  no  “ caminho” da obra da  travessia.  

“Os implementos em questão são os postes e cabos de fibra óptica que precisam ser removidos para que a obra siga no  cronograma estabelecido. Esperamos, a partir dessa audiência, que  essa situação se resolva e a obra seja efetivamente retomada”  disse o prefeito, que por diversas vezes, algumas com o ex-deputados Davi Jr (PR) e Chiquinho Escórcio (PMDB) já esteve em Brasília debatendo  e procurando soluções para as pendências relativas á tão sonhada   “ duplicação da BR”.

Afora essa situação  ressaltada pelo prefeito Madeira há outros óbices à continuidade da  obra elencados pelo  presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano  e que também motivaram a realização da audiência de ontem, 29, em Brasília.

Numa recente entrevista à imprensa o deputado federal Hido Rocha  declarou que “  O Estado tem dificultado a liberação das certidões (licenças ambientais); o IBAMA também colocando dificuldades; a companhia de eletricidade do Maranhão (Cemar) põe dificuldades para retirar os postes e remanejar a rede elétrica, além da dificuldade de pagamento” justificou.

De Imperatriz, além do prefeito Sebastião Madeira, esteve presente na audiência a deputada federal Ronsâgela Curado ( PDT) Na mesma audiência, que contou com representantes do  Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) também foi discutida a situação de um trecho da BR 416, em Alagoas.

A duplicação da travessia urbana, um trecho de 13 quilômetros,  foi  planejada  para melhorar o trânsito na área urbana de Imperatriz e proporcionar mais segurança para pedestres e demais usuários. A obra  foi iniciada no ano passado, mas, há poucos dias o dono da empresa que ganhou a licitação (Edeconsil) ameaçou desistir da obra porque a burocracia é muito grande.

“Essa obra  é uma luta de muitos anos e que não pode sofrer solução de continuidade por conta da burocracia. Estamos engajados nessa luta para que tudo se resolva logo” concluiu o prefeito.  
ASCOM