11/23/2015

Jovens participam de atividades esportivas e de inclusão social


Projeto é realizado pela Secretaria da Juventude e Trabalho

Gil Carvalho

O secretário municipal da Juventude e Trabalho (Sejut), Kleyton Nascimento Silva, informou ontem à reportagem que dezenas de jovens participam de torneios de futebol nas dependências da unidade do SEST-SENAT (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), localizado na rodovia BR-010, KM 258, no grande Santa Rita.

Segundo ele, o projeto é resultado de uma parceria celebrada com o SEST-SENAT que promove ainda atividades recreativas e de lazer a crianças e adolescentes dos bairros de Imperatriz. “Essa programação começou pela juventude do bairro Santa Rita, mas visa atender a juventude de outras localidades”, garante.

Kleyton Nascimento anuncia ainda que está previsto para o próximo ano a o lançamento do Programa Esporte e Lazer da Cidade, o PELC, desenvolvido em parceria com a Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis).

O secretário explica que o programa visa proporcionar a prática de atividades físicas, culturais e de lazer envolvendo todas as faixas etárias e as pessoas portadoras de deficiência, bem como estimular a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, favorecendo a pesquisa e a socialização do conhecimento.

“A meta é contribuir para que o esporte e lazer sejam tratados como políticas e direitos de todos”, ressaltou Kleyton Nascimento, ao observar que “o lazer vai tomar conta da cidade e a cidade vai tomar conta do lazer”.

Esse programa tem como público-alvo crianças, jovens, adultos, idosos, incluindo pessoas com deficiência física.

ESTAÇÃO JUVENTUDE – O Programa “Estação Juventude”, que oferece diversos serviços para promover a inclusão e a emancipação dos jovens, tem sido acompanhado de perto pelo secretário Kleyton Nascimento, que verificou o andamento das atividades no povoado Lagoa Verde e no bairro Santa Rita.


Ele lembra que o programa é realizado em parceria com a Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), do Governo Federal, e busca ampliar o acesso de jovens de 15 a 29 anos – sobretudo aqueles que vivem em áreas de vulnerabilidade, a políticas, programas e ações que assegurem seus direitos de cidadania e ampliem sua capacidade de inclusão e participação social