12/07/2015

Agentes de trânsito intensificam blitz em vários pontos da cidade


O objetivo é orientar, disciplinar e coibir motoristas
em descumprimento às regras de trânsito

Gil Carvalho

Os agentes municipais de trânsito realizam blitz em pontos estratégicos da cidade com objetivo de orientar, disciplinar e coibir motoristas-motociclistas que transitam pelas vias em descumprimento às regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O secretário municipal de Trânsito e Transportes (Setran) José Ribamar Alves Soares, o cabo J. Ribamar, alerta os motoristas sobre a importância de se transitar em segurança nas vias urbanas, principalmente neste período que se aproxima as festividades de natal e ano novo em Imperatriz.

As pessoas que não obedecem aos critérios de segurança serão notificadas nas blitzens que ocorrem em horários e pontos distintos da cidade; a medida é necessária e será reforçada neste final de ano.

Durante a blitz os motoristas recebem orientações a respeito do uso do cinto de segurança que também é obrigatório para os passageiros da parte traseira do veículo, pois muitos condutores ainda são multados por não conhecerem essa obrigatoriedade.

O agente de trânsito Fernando Silva reitera que “é notório que muitas pessoas conduzem veículos na cidade sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação), adquirindo primeiramente o veículo para, posteriormente, viabilizar o documento de habilitação”.

“A pessoa que não tem CNH pode ser presa, responder processo por lesão corporal e até homicídio culposo”, ressalta ele, que também classifica como grave a ocorrência de uma pessoa maior de idade entregar o veículo para um menor, devendo responder mutuamente pelo crime de trânsito.

INFRAÇÕES – Falta de cinto de segurança, uso do celular ao volante, documentação do veículo atrasada e falta de equipamento obrigatório são algumas das infrações mais comuns detectadas durante as blitzens realizadas pelos agentes de trânsito do município de Imperatriz.

Também são comuns infrações mais graves, como por exemplo, desrespeito à faixa de pedestres, avançar o sinal vermelho e retorno em local proibido.

Foto: Sidney Rodrigues