4/03/2016

“Em tudo dai graça”


 Há uma passagem bíblica que considero, como muitas outras, principiológica.  Grafada em Tessalonicenses, capítulo 5, versículo 18, e    escrita pelo apóstolo Paulo aos habitantes de Tessalônica,   a assertiva cristã fala  do agradecimento  como uma “ vontade de Deus em Cristo Jesus”

“Em tudo dai graça” escreveu o apóstolo Paulo àquela comunidade instituindo ali, biblicamente falando, o que considero um princípio extremamente importante, não só  no aspecto cristão, mas também no campo das relações  múltiplas do homem  na  condução do seu  viver social.  Aprendi a exercer o espírito da gratidão ainda cedo, antes mesmo de conhecer o já mencionado texto cristão.  Meu pai,  o saudoso Zuzinha me dizia ser  “ muito importante a gratidão  por tudo que acontecesse com a gente”, e, assim tenho feito.

A coluna de hoje é para, mais uma vez, exercer  o sagrado  instituto da gratidão, agora pelo encerramento de mais um ciclo profissional: o de assessor-chefe de comunicação  da Prefeitura de Imperatriz cargo a mim  confiado pelo prefeito Sebastião Madeira a quem tempestivamente, por imposição de lei,  o devolvo  para lançar mão do desafio de conquistar uma vaga na câmara municipal de Imperatriz.  Julgo-me preparado para ocupar uma das 21 cadeiras daquele parlamento e vou lutar para isso.

Na linha do agradecimento, diria que a conclusão de qualquer coisa - seja concreta ou abstrata - palpável ou não, torna-se uma conquista, e como tal deve ser comemorada.  Conseguir fazer algo que se deseja; atingir o alvo que se persegue, embora na maioria das vezes não percebamos, revela o nosso caráter divino e de filhos legítimos do universo e,  a gratidão abastece  esse lado sobrenatural, de nós seres humanos.

A frase pode ser até  clichê, contudo, cabível nessa ocasião em que me despeço, quase oito anos depois, da chefia da Assessoria de  Comunicação Social da Prefeitura de Imperatriz:  saio de cabeça erguida com a certeza do dever cumprido, e,  quem me conhece de perto sabe,   do mesmo jeito que entrei. Valeu cada segundo, cada minuto, cada situação vividos.
Aprendemos erroneamente que na vida tudo tem um começo, meio e um fim.  Um tremendo equivoco uma vez que,  no meu entendimento o fim não existe.  O que existe é  um constante  recomeçar.
Fica registrado aqui o agradecimento a Deus,  o grande Arquiteto  do Universo, o verdadeiro dono do ouro e da prata; ao melhor,  ao  mais dedicado prefeito que essa  terra de Frei Manoel Procópio já viu chamado Sebastião Madeira; à minha família (mulher, filhos  e irmãos) pelo apoio, sempre na hora certa; aos verdadeiros amigos,  pelos conselhos, dicas e alertas; aos colegas secretários pelo companheirismo; aos veículos de comunicação,  e aqui quero incluir os blogueiros e facebookers, e a todos os operários  que fazem a comunicação social acontecer em Imperatriz e no resto do Maranhão.
Um agradecimento especial à nossa pequena, mas aguerrida equipe de trabalho. Nome  é complicado citar e correria os risco de cometer injustiças, mas sou grato a todos os membros da equipe.  Nesses   sete anos e quatro meses não houve um  único dia sem que as boas notícias da gestão Madeira não figurassem em algum veículo de comunicação do Maranhão.  Combatemos o bom combate, fizemos o que as condições nos permitiram fazer.
Por fim,  por traduzir adequadamente o momento, encerro a coluna de hoje com os  versos de “Tocando em Frente” ,  de Almir Sater.
Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei

Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz