1/26/2017

Justiça decreta prisão de nove indígenas acusados de assaltos na BR-226\

De O Progresso

A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da 15ª Delegacia Regional de Barra do Corda, coordenada pelo delegado Renilto Ferreira, em trabalho conjunto com a Polícia Militar do 5º BPM, prendeu quadrilha de assaltantes que agia na BR-226, entre Barra do Corda e Grajaú.

O grupo é suspeito de diversos assaltos à mão armada a ônibus e caminhões na reserva indígena ‘Canabrava’, agindo na maioria das vezes de forma violenta, sendo que no último assalto houve confronto dos criminosos com policiais que estavam no ônibus, resultando na tentativa de latrocínio. Um policial militar foi alvejado na testa.
Após uma semana de intensas investigações das duas polícias, a Polícia Civil representou por mandados de prisões junto ao Poder Judiciário que foram deferidos e cumpridos nessa quinta-feira (19), com a prisão de nove pessoas, todas elas indígenas.

“Deixo aqui meus sinceros agradecimentos à comunidade indígena que habita a BR-226, comunidade esta formada por cidadãos de bem que de forma muito honrosa apoiou integralmente o trabalho da polícia e com esse apoio (por não pactuarem e muito menos aceitarem maus elementos em seu meio) possibilitaram a identificação e prisão dos suspeitos, restando claro que o povo indígena dessa região, em sua intensa maioria, são pessoas de bem e honestas”, enfatizou o delegado Renilto.

Os indígenas se encontram presos em Barra do Corda, até ulterior deliberação da Justiça. Os nomes dos índios não foram  informados pela polícia.