1/11/2012

Prefeitura faz doação de alimentos para desabrigados da enchente



            Apesar de ser surpreendida com a acelerada e inesperada enchente do rio Tocantins, em função da abertura da barragem da hidrelétrica de Estreito, no último final de semana, a Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Superintendência Municipal de Defesa Civil fez na manhã de ontem a doação de centenas de cestas básicas às famílias dos desabrigados.
        
O superintendente de Defesa Civil, Francisco das Chagas Silva, o Chico do Planalto e o assessor-chefe de Comunicação, Élson Araújo, a realizarem a entrega das cestas básicas.

         Na ocasião, Chico do Planalto lamentou a falta de informação por parte dos engenheiros do Consórcio Estreito de Energia (CEST), que abriram as comportas da barragem inundando toda região ribeirinha, notadamente os bairros da Caema, Leandra e Beira Rio. As famílias atingidas foram remanejadas para o Parque de Exposição e para Escola Paulo Freire.

         O superintendente informou que a Defesa Civil há duas semanas vinha trabalhando no cadastramento das famílias que residem nas consideradas áreas de risco. “Chegamos a cadastrar 490 famílias, destas, 312 foram atingidas frontalmente e 57 estão desabrigadas, outras morando em casas de familiares e amigos”, afirma Chico do Planalto.

         Ele informou que a enchente ocorreu em função das pesadas chuvas que caem na cabeceira do rio Tocantins, enchendo o lago da barragem do Lajeado. “Esta, por sua vez, abriu as comportas, cujas águas invadiram o lago da barragem de Estreito, obrigando-a a também abrir as comportas, e o resultado foi essa enchente momentânea”, observa o superintendente.

         Ainda de acordo com Chico do Planalto, novas enchentes virão sobre essa região da cidade até o mês de maio, causando transtornos aos moradores. Ele garante, entretanto, que a Defesa Civil não vai ser mais pega de surpresa, como aconteceu neste final de semana. “Mesmo sendo surpreendidos, o prefeito Sebastião Madeira está prestando toda assistência aos desabrigados”, concluiu. (Comunicação)