3/21/2012

Drenagem do residencial Isabel Cafeteira começa a ser feita pela Prefeitura


Serviço vai acabar com os alagamentos  de residências em dia de chuva

Construído há mais de 20 anos o Residencial Isabel Cafeteira, incrustado  entre  o Novo Horizonte, e Parque Tocantins, há pelo menos quatro anos começou a enfrentar, no período chuvoso,  o problema de alagamento das residências, principalmente na Rua Projetada A.

 Moradores mais antigos, como o líder comunitário Zé do Povo atribuem o problema ao aumento do nível de algumas ruas vizinhas ao residencial que ao longo dos anos foram sendo pavimentadas. Ontem, pela manhã, a situação começou a ser resolvida pela Prefeitura.

Cedo da manhã os moradores da Rua Projetada A  foram surpreendidos com chegada dos homens da Prefeitura que deram inicio ao serviço de drenagem.

Na chuva de sábado, lembra a dona-de casa Ildete Oliveira foi a última vez que os moradores tiveram as casas alagadas.  “Basta a gente vê o preparo de chuva que todo mundo pega logo o rodo e o balde” comentou  Ildete que aproveitou para lembrar que os moradores dali por mais de uma vez se reuniram com o prefeito para pedir uma solução definitiva para o problema.

“Parece que agora, com fé em Deus,  nosso problema será solucionado” asseverou a dona-de-casa.

O secretário municipal de infraestrutura Roberto Alencar, que acompanhou ontem o inicio do serviço, disse que embora a obra esteja sendo feita na Rua  Projetada B, os benefícios  terão reflexos no restante do Conjunto.  Ele confirmou que a  determinação que recebeu do prefeito  Madeira foi de que, além de drenar, pavimentar aquela via.

“Em termos de drenagem faremos aqui o que já fizemos nas  Ruas Floriano Peixoto, Piauí, Duque de Caxias,  Hermes da Fonseca, Coriolano Milhomem  2 ( atrás do Quartel da PM), Rua da Assembleia, Rua Santa Rita  e a Rua das Letras. Problemas que muita gente imaginava que nunca seria resolvido” garantiu o  secretário.