6/12/2012

Saúde oferece mais de 12 mil exames de raio-x por mês


São mais de 400 consultas com médicos Otorrinolaringologistas e mil exames de cardiologia por mês

Uma “força-tarefa” para reduzir a grande demanda por consultas e exames na Central de Regulação (Sisreg), que funciona no posto de saúde Três Poderes, foi criada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Imperatriz.

A enfermeira Ana Isabel Salomão (auditora) explicou à reportagem que a demanda é imensa de usuários que buscam por atendimento especializado, fato que culmina com o acúmulo de procedimentos, gerando reclamações e tumultos na Central de Regulação.

“Nós não temos vagas que deem para ofertar a todos os usuários. A demanda é grande e temos poucos médicos. Para se ter uma ideia, temos apenas quatro Otorrinolaringologistas atendendo o serviço, pois não temos quantidade suficiente de consultas para atender a todos”, disse.

Ana Isabel ressalta que o município empreende um esforço gigantesco para resolver o problema, buscando inclusive conversar com os médicos com objetivo de ampliar o atendimento à comunidade nessas áreas que registra maior demanda. “Esse atendimento prestado tem sido feito conforme o que ficou estipulado no processo de licitação de serviços”, conta.

Demandas

A auditora detalha que “essa grande demanda tem sido registrada em praticamente todas as áreas da medicina”. Ela lembrou que a quantidade de médicos que prestam serviço ainda é considerada insuficiente, pois esse atendimento não é prestado apenas à comunidade de Imperatriz, mas de todos os municípios da região Tocantina.

“Temos uma pactuação com o governo estadual que determina que seja feita esse atendimento por Imperatriz, pois somos macrorregião em saúde pública nesta parte sudoeste do Maranhão”, esclarece ela, que prevê uma solução em médio prazo dessa superlotação por demanda médica especializada assim que for concluído o processo de licitação.

“Nós acreditamos que iremos conseguir melhorar essa situação de forma gradativa; o município tem feito licitações por especialidade médica, assim como aconteceu nas áreas cardiológica e otorrinolaringologia”, acrescenta ela, que disse que somente na última terça-feira (5) foram atendidas mais de 350 pessoas com consultas Otorrinolaringologistas.

A enfermeira Ana Isabel reconhece a gama de esforços que estão sendo feitos pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) no sentido de melhorar o atendimento o atendimento na Central de Regulação de Imperatriz. “As vagas ofertadas pelos prestadores de serviços ainda é considerada pequena para a grande demanda”, finalizou.