8/04/2012

Fila para cirurgia de catarata está zerada em Imperatriz




Atualmente, município realiza apenas procedimentos pontuais

A fila de pacientes para se submeterem a cirurgia de catarata está zerada em Imperatriz. Atualmente, a Secretaria Municipal de Saúde realiza o procedimento, apenas, nos pacientes que surgem pontualmente. De acordo com o coordenador do Sistema Municipal de Regulação (SisReg), Irisnaldo Felix, isso é resultado do trabalho conjunto entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

Cada cirurgia custa cerca de 650 reais ao município. Há quatro anos, a fila de espera chegou a ter mil pacientes aguardando pelo procedimento. Segundo Irisnaldo, só no ano passado foram realizadas 580, o que contribuindo para o fim da fila. “No ano passado, a Secretaria de Saúde realizou 580 cirurgias, custeadas pelo município. Com isso, a fila, que chegou a ter mil pessoas, hoje, esta zerada”, disse.

Atualmente, Imperatriz pode realizar até 60 cirurgias mensalmente. O município, no entanto, tem feito apenas 20, sendo apenas as que surgem pontualmente. De acordo com o coordenador do SisReg, a cidade aumentou o número de atendimentos para acelerar o atendimento daqueles que aguardavam há anos pelo procedimento. Agora, devido ao fim da fila, sobra 40 vagas.

Catarata

A catarata é a principal causa de perda de visão em adultos com 55 anos ou mais. É, também, a principal causa de cegueira em todo o mundo. Aos 65 anos, cerca de metade da população terá catarata e, aos 75, quase todos terão. No entanto, a catarata é altamente tratável e, por meio dos avanços na cirurgia de catarata e nas lentes intra-oculares (LIOs), cada vez mais pessoas estão experimentando uma restauração total da visão.

A cirurgia de catarata é a cirurgia feita nos olhos que retira a catarata. No local é implantada uma lente intraocular. Em vez de ser retirar por inteiro, ela é fragmentada em minúsculos pedaços, através de instrumento introduzido no olho, semelhante a uma caneta, com uma ponta fina e delicada. Essa ponta emite ondas de ultrassom.

Após a retirada de toda a catarata, é implantada a lente intra-ocular, que pode ser dobrável (flexível) ou não dobrável (rígida). Essa técnica é realizada através de uma pequena incisão de aproximadamente 3 mm, não sendo necessária sutura ao seu término, porque cicatriza rapidamente. (Comunicação)