4/05/2013

Programa Municipal de Equoterapia dobra número de atendimentos


 
Em 2013, a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) ampliou o número de atendimentos do Programa Municipal de Equoterapia, que atende pessoas com deficiências físicas, educacionais e sociais. Com o retorno às atividades, nesta semana, diariamente serão realizados 17 atendimentos, quase o dobro do ano passado.

“A expansão do Programa Municipal de Equoterapia se deve à grande demanda. Muito procurado por diversas famílias na região mantínhamos uma lista de espera com 197 pessoas cadastradas e que aguardavam ingressar no programa. Com o aumento do número de atendimentos não haverá mais lista de espera e todos terão sua vaga garantida” esclarece Miriam Reis, secretária de Desenvolvimento Social.

A secretária explica ainda que a realização das atividades deste programa, assim como diversas outras ações da SEDES é uma forma de contribuir com a sociedade, melhorando a qualidade de vida da população de Imperatriz.

 “A finalidade do Programa Equoterapia é oferecer apoio terapêutico para pessoas com deficiência física ou mental, tanto na saúde, na educação e até social, para que este evolua e se desenvolva integralmente, visando à melhoria da qualidade de vida dessas pessoas”, ressalta Miriam Reis.

Sinval Damasceno, coordenador da Equoterapia, explica em números a abrangência e a qualidade do programa. “Mais de 300 atendimentos mensais serão realizados pela equipe técnica do Equoterapia, uma equipe altamente qualificada, formada por Fisioterapeuta, Pedagogo, Educador Físico, Psicólogo, Fonoaudiólogo, Equitador e 2 guias que irão suprir as necessidades dos praticantes”, destacou.

As atividades do programa continuam no Parque de Exposições de Imperatriz, porém em novos horários, das 07h00 às 09h00 e das 17h00 às 21h00 de terça à sexta-feira.

O trabalho


               Dado início as atividade em Janeiro de 2012, o Programa Municipal de Equoterapia foi criado com o intuito de proporcionar à população de Imperatriz uma nova modalidade de tratamento a pessoa com deficiências física, educacional e social por meio do método Cinesioterapêutico que utiliza o cavalo como instrumento pedagógico, dentro de uma abordagem multidisciplinar e biopsicossocial.

Benefícios

Os treinos equoterápicos proporcionam melhoras significativas aos pacientes, tanto no âmbito social; com reintegração ao convívio social; educacional promovendo intervenção nos transtornos e distúrbios de aprendizagem e, principalmente, à saúde. 

“Melhora o equilíbrio, a coordenação motora, gera beneficio físico e psicomotor, adequa o tônus muscular, o praticante tem mais consciência corporal, melhora a respiração, estimula a cognição, a fala e linguagem, além de desenvolver autoconfiança e autoestima”, informou Sinval Damasceno. (Sara Ribeiro- ASCOM)