8/12/2013

Calçadas do centro comercial estão sendo padronizadas


 
O trabalho faz parte do projeto de reurbanização promovido  Prefeitura de Imperatriz

            Para dar continuidade no projeto de reurbanização da cidade, a Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Sepluma) realiza trabalho de padronização das calçadas do centro comercial.

            O benefício, de acordo com o coordenador da Sepluma Anwar Faiz, começou em junho pelo centro comercial, porém se estenderá por todas as ruas e avenidas da cidade. “Estamos desobstruindo todo o centro comercial dotando as calçadas de melhor acesso aos pedestres”, diz o coordenador.

            Anwar Faiz informa que o trabalho teve início pela Avenida Getúlio Vargas, pela Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa e atualmente se estende pela Avenida Ceará. “O trabalho vem sendo aprovado por toda a comunidade e os proprietários que tem colaborado”, lembra Faiz.

            Ele orienta que a altura da calçada deve ser de 15 centímetros acima do nível central da rua. “A largura segue o guia e a inclinação da calçada ideal é de 2%”, afirma Anwar Faiz, observando que assim sendo a calçada se torna acessível.

            Vale ressaltar que a questão da acessibilidade às pessoas portadores de deficiência que necessitam se deslocar em cadeiras de rodas tem que ser observada, uma vez que essas pessoas anteriormente eram praticamente privadas desse benefício.

            Para completar a Sepluma vem realizando o serviço de fiscalização junto aos lojistas no sentido de não permitir que eles bloqueiem as calçadas com seus produtos. “O secretário Cleto Vasconcelos não permitirá mais que os comerciantes exponham seus produtos pelas calçadas”, observou o coordenador.

            Por sua vez, a Superintendência Municipal de Defesa Civil continua sua tarefa de remoção de placas e outdoors que foram implantados em locais inadequados. O superintendente Francisco Chagas da Silva, o Chico do Planalto lembra que a missão continua, mas adverte primeiro o infrator, para que ele mesmo retire a placa ou outdoor.

(Domingos Cezar/ASCOM)