8/01/2013

IMPERATRIZ SERÁ A PRIMEIRA CIDADE DO MUNDO A FAZER O TESTE RÁPIDO PARA DIAGNOSTICAR A HANSENÍASE

A conquista é resultado do trabalho árduo do Programa Municipal de Controle da Hanseníase e da parceria firmada pela Prefeitura junto ao Ministério da Saúde para o enfrentamento do mal que ainda persiste em muitas partes do Brasil e do Mundo.

Em Imperatriz o programa é dirigido pelo enfermeiro Francisco Cutrim, sob a coordenação da Vigilância em Saúde, coordenada por Widerlânia Aguiar. 
A redução dos números foi apresentada agora a pouco ao prefeito Madeira e à secretaria de saúde Conceição Madeira pela doutora Isabel Goulart, coordenadora nacional do Programa de Hanseníase, para quem a cidade com esse avanço torna-se modelo para o Brasil.

Segundo a técnica, em termos de comparação, em muitas cidades do Brasil, incluindo algumas do Maranhão, parcerias semelhantes foram firmadas no entanto ao invés de reduzir houve um aumento.

Pelo resultados alcançados não só será mantida a parceria com o Ministério da Saúde, como Imperatriz será a primeira cidade do mundo a contar com o teste rápido para detectar a hanseníase