9/17/2013

Alças de acessos estão sendo construídas na Avenida Luís de França próximo à Ponte Dom Affonso



A obra é realizada por meio de parceria público- privada e beneficiará milhares de pessoas


Em parceria com a iniciativa privada, a Prefeitura de Imperatriz começou a construir na semana passada alças de acesso à Avenida Luís de França, na altura do Parque Anhanguera, que dá acesso a ponte Dom Affonso Felippe Gregory, que interliga o Maranhão ao Tocantins.

A obra, considerada de suma importância para desafogar o trânsito no eixo rodoviário da BR-010, na altura da ponte do Cacau, bem como resolverá o grande fluxo de caçambas que transportam areia e circulam pelas ruas e avenidas do centro de Imperatriz.

O secretário Municipal de Infraestrutura (Sinfra), Roberto Vasconcelos Alencar, explicou à reportagem que está sendo construído o acesso ao ramal que ligará a Avenida Luís de França. “Nós estamos fazendo uma parceria que o pessoal que carrega areia, construindo um acesso do ramal que liga a ponte [Dom Affonso] a rotatória pelo Parque Anhanguera”, disse ele.

Alencar detalhou que uma das alças vai ligar o “Beco da Baiuca” a Avenida Luís de França, e a outra, interligará a rua Dom Pedro II para que os caminhões de areia e aterro possam transportar os materiais por esse novo acesso, sem causar transtornos à comunidade e ao município de Imperatriz.

“Essa obra facilitará o acesso desses caminhões que deixarão de circular pelas ruas e avenidas do centro da cidade, além de servir toda a população em geral, contribuindo para desafogar, neste primeiro trecho, a rodovia BR-010”, detalha.

Roberto Alencar contou que foram feitos o aterro e as alças do novo acesso que receberá camada de pavimentação asfáltica para interligar o acesso à ponte Dom Affonso Gregory.
Trânsito – A construção do novo acesso facilitará o trânsito de veículos em circulação do estado do Tocantins em direção ao centro da cidade de Imperatriz, bem como das cidades de Davinópolis, Governador Edison Lobão, Montes Altos, Ribamar Fiquene, Campestre, Porto Franco e Estreito.

População aprova construção de acessos



            A Prefeitura Municipal de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) deu início à construção de uma rotatória na cabeceira da ponte Dom Affonso Felippe Gregory, que a interliga com o centro da cidade, através da Rua Dom Pedro II.

            Embora o serviço tenha sido apenas começado, as pessoas que moram em Imperatriz e trabalham no estado do Tocantins e vice-versa, já estão aprovando a obra, uma vez que ela já está propiciando que os motoristas não precisem contornar ao centro pela rodovia BR-010.

            “Eu não tinha conhecimento dessa rotatória, porém ao ver a descida na manhã de segunda-feira (16), e como necessitava chegar a Praça de Fátima, desci a rampa com tranquilidade e segui direto pela Dom Pedro II”, afirma José Gonçalves Martins, 46, morador de Augustinópolis.

            De acordo com os cálculos de José Martins, ele não teria levado 20% do tempo que gastaria se fosse pela rodovia BR-010 para descer pela Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa. “Graças a Deus me livrei daquele trânsito intenso pela rodovia e centro”, afirmou o autônomo.

            Segundo informação do engenheiro Roberto Alencar, titular da Sinfra, essa é uma das alças que estão sendo construídas na cidade. Um dos objetivos da obra é exatamente dar vazão ao trânsito das pessoas que circulam de Imperatriz para os estados do Tocantins e Pará.

            “Se as pessoas encontram-se no centro da cidade, não há necessidade para que ela dê a volta lá pela rodovia BR-010 e com essa ação nós desafogamos o trânsito por aquela concorrida rodovia”, afirma Alencar, ressaltando que a Rua Dom Pedro II será toda revertida de asfalto.

            Roberto Alencar destaca que ações como esta serão desenvolvidas por todos os bairros da cidade. “O prefeito Sebastião Madeira estar determinado a mudar a feição urbanística de Imperatriz e isso temos que fazer para que possa receber os investimentos que ora estão se implantando”, conclui o secretário. (Domingos Cezar/ASCOM).