9/21/2013

Programa Saúde na Escola vai garantir melhor desenvolvimento dos alunos da Rede Municipal





Com apresentação dos alunos e da animadora de festas, Jô Peteleco, foi lançamento oficialmente o Programa Saúde na Escola (PSE). A cerimônia de abertura aconteceu ontem (20) no auditório da Escola Luis de França Moreira, do Bairro Nova Imperatriz, e contou com a presença do vice prefeito Luiz Carlos Porto, que representou o prefeito Madeira, e dos integrantes da Secretarias Municipais Saúde (SEMUS) e de Educação (SEMED). 

Durante a cerimônia os profissionais da saúde recolheram o cartão SUS e cartão de vacinação de todos os alunos, para fazer uma atualização de dados e de vacinas. Além disso, foram realizadas também avaliações clínicas e psicológicas. Todas as autoridades presentes, inclusive a comunidade escolar, avaliaram como importantíssimo a implantação deste programa.

“Acho muito bom eles virem atender a gente aqui na escola, porque alguns pais não têm como levar a gente no posto”, explica a aluna Emilly Kaylane de 10 anos. Ana Clara de 11 anos, também fez questão de expor sua opinião: “Eu acho muito interessante, porque as crianças vão ter mais saúde, mais higiene e um futuro melhor, porque sem saúde não tem como ter um futuro melhor”, comemora, explicando que é a primeira vez que será atendida na própria instituição de ensino.

Cimei Simone, coordenadora do PSE, falou da satisfação de estar à frente do programa, e informou sobre a logística de atendimento do PSE, das parcerias e da sua relevância. “É uma preocupação, é um cuidado que a secretaria de saúde está tendo com os educandos. Nossa intenção e levar saúde até a comunidade escolar, para que os alunos tenham bom desenvolvimento. E para isso contaremos com a ajuda dos profissionais de diversos programas”, destaca.

Em seu discurso, Pastor Porto fez uma reflexão sobre os avanços na saúde de Imperatriz. De acordo com suas palavras, a cidade hoje está bem melhor para se viver, e no que se refere à saúde, as pessoas tem mais qualidade de vida. “Quase todos os programas federais a secretária de saúde já conseguiu implantar no município, e agora com mais este, muito mais pessoas terão acesso aos serviços disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde – SUS, por meio da SEMUS”, afirma.

Para os representantes da educação, o PSE é algo necessário nos dias atuais. “A maioria das nossas crianças não se alimentam bem e estarão sendo orientadas a partir de agora, por meio de avaliação nutricional. Isso representa melhor desempenho do aluno na sala aula”, explica o pedagogo Reinaldo Araújo Barreto.

Programa Saúde na Escola (PSE)

Foi pactuado pelas secretarias de Saúde (SEMUS) e de Educação (SEMED), para atender os estudantes da rede municipal de ensino. O PSE oferece nas próprias instituições de ensino: Avaliação clínica e psicossocial (avaliação nutricional, saúde bucal). Ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos; Promoção da alimentação saudável; Promoção de atividades físicas; Educação para a saúde sexual e reprodutiva; Prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas.
[Maria Almeida – ASCOM]