1/12/2014

“A nova Pedra Caída vai profissionalizar e impulsionar o turismo no Sul do Maranhão”, prevê o deputado Chiquinho Escórcio.



 Os  Investimentos no local  chegam    a   40 milhões de reais.


O deputado federal Chiquinho Escórcio declarou que  a Nova Pedra Caída, paraíso ecológico localizado no município de Carolina,  sul do Maranhão,  vai  impulsionar e profissionalizar o turismo nessa  lado do Estado  e que Imperatriz, por ser o portal  de entrada para a região da  Chapada  da Mesas,  se beneficia diretamente com isso.

O deputado informou ter visitado recentemente a chapada das mesas, e se mostra impressionado com  os investimentos realizados pelo empresário Pedro Iran  para transformar aquele balneário numa referência turística brasileira.  Os investimentos, segundo o deputado, chegam  a R$ 40 milhões de reais,  15 milhões  dos quais financiados  pelo Governo Federal por meio do  BNDES.

A nova  estrutura da Pedra Caída  deve ser inaugurada oficialmente em no máximo três meses e segundo o deputado já existem alguns  voos fretados  com turista de várias partes do País para conhecê-la.


“ Pelos   serviços  que vão ser inaugurados, somados ao potencial natural da região,  você já parou para imaginar  o impulso que isso   trará para a Região Tocantina ?.  O Maranhão se engrandece com a visão empreendedora do empresário Pedro Iran"  ressaltou o parlamentar.

De  cara, conforme o deputado,  os amantes dos esportes radicais já podem contar com a segunda maior tirolesa do mundo,  com 2,5 km.   O local também vai passar a contar com piscinas de águas mornas. “ Vamos ter no Maranhão uma espécie de Caldas Novas (Go)  que pela qualidade de suas águas atraem turistas do mundo inteiro”  comentou  Chiquinho Escórcio.

O parlamentar acredita que esse investimento  feito na readequação da Pedra Caída vai acabar por influenciar outros empreendedores da região a acreditarem no potencial turístico  desse lado do Estado do Maranhão.

LEIA  TEXTO  SOBRE O TEMA  PUBLICADO AQUI NO  ANO PASSADO.


Para quem mora por essas bandas  do Maranhão, por já se tratar de algo  incorporado ao dia-a-dia,     talvez não chame mais tanta atenção e,  não desperte mais tanto fascínio, a riqueza  das nossas belezas naturais.

São paisagens encantadoras para quem mora por aqui e, sem exageros, hipnóticas para quem as vêem  pela primeira vez. 

Em Imperatriz, o por sol ganha um colorido, uma magia, uma moldura  diferenciadas  por conta do Rio Tocantins.  Quem para um pouquinho e  presencia   esse fenômeno não esquece jamais. (foto tirada na última quarta-feira)

Essa região do Maranhão  se torna ainda mais fascinante por abrigar pelo menos  três dos nove biomas brasileiros. Por aqui aparecem o Cerrado,  Floresta Amazônica, Matas de Cocais e  até mesmo um resquício da Caatinga considerado um bioma único do Brasil.
 
Aqui nessa região do  Maranhão, a partir do município de  Estreito, a paisagem começa a mudar. Saindo da Br-010 entrando da BR 230 surge uma “verdadeira aventura do olhar”.

Antes da hidrelétrica do Estreito ali poderia ser encontrado o  Rio das Pedras que foi engolido pelo lago da Barragem, dando origem a uma nova paisagem.
 Quem passa por ali fica chocado. O mesmo choque se verifica quando se chega ao local onde  um dia imperava as corredeiras do Rio Farinha.
Um pouquinho mais à frente formações rochosas pré-históricas começam a encher os olhos.
Nessa época, por conta o período chuvoso, o verde da vegetação se mistura  ao marrom da rochas. 

É entre  essas formações rochosas que se abriga um dos mais belos balneários do Estado do Maranhão: a Pedra Caída, famoso por suas cachoeiras. O dono do lugar hoje investe pesado para dota-lo de uma infraestrutura que possa atrair um número maior de visitantes.
A  aventura do olhar não para.  Nesse período  a frequência ainda é pouca, mas na histórica Riachão, que hoje desponta com uma nova rota nacional do chamado ecoturismo,  se abriga mais um conjunto de cachoeiras. A mais conhecida delas é a do Cocal, onde há  o famoso poço azul que já foi mostrado até em programas de TV de redes estrangeiras.


Um pouquinho mais á frente, chegando ao município de Balsas,  a paisagem muda radicalmente: aparecem os extensos campos de soja. São plantações a sumir de  vista.  Um olha mais atento e se percebe que alguns desses campos hoje estão ocupados por plantações de milho.

Sendo obra da poderosa  mãe  natureza  ou,  mesmo da mão do homem; vale a pena conhecer as paisagens e as belezas do  Sul e Sudoeste do Maranhão. 
Imperatriz, com uma boa rede de hotéis e restaurantes é a porta de entrada para essa aventura do olhar, do sentir  e,  por que não  dizer, do mergulhar.