1/11/2014

Inscrições para concurso de marchinhas carnavalescas estão abertas na Fundação Cultural de Imperatriz



            Desde o início da primeira administração do prefeito Sebastião Madeira que a Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) começou a resgatar as marchinhas que marcaram os grandes carnavais. A iniciativa agradou em cheio toda a comunidade, mas de maneira especial compositores que tiveram a oportunidade de tornar conhecidas suas composições.

            Para coordenar o concurso, o presidente da FCI, Antonio Mariano de Lucena Filho designou o cantor/compositor Zeca Tocantins, o qual vem comandando com muito êxito o evento que já revelou vários compositores e intérpretes das mais belas e extrovertidas marchinhas. As músicas finalistas são inseridas em um CD, a exemplo do carnaval passado.

            De acordo com Zeca Tocantins, o festival tem sido tão bem recebido pelos compositores, que o evento já ultrapassou fronteiras. Isso porque, o concurso tem recebido inscrições de concorrentes de outros municípios e até mesmo de outros estados. “Isso comprova o sucesso do concurso de marchinhas carnavalescas”, avalia Tocantins.

            Paralelo ao concurso de marchinhas, a Fundação Cultural também promove o concurso de fantasia, o qual, de acordo com Lucena Filho, tem alcançado o mesmo sucesso. “A efetiva participação de adultos, idosos e crianças deixa bem claro a receptividade que o concurso de fantasia recebe do público”, afirma Lucena Filho.

            Para o presidente da FCI, o que engrandece o carnaval de Imperatriz não é somente o sucesso dos concursos de marchinha carnavalesca e de fantasias. “O mais importante em nosso carnaval é a participação das pessoas, independente da idade, condição social e econômica, todos se divertem em perfeita harmonia”, garante Lucena.

            A propósito, a coordenação do carnaval de Imperatriz reuniu-se pela primeira vez na última segunda-feira (8) visando dar o pontapé inicial na organização do período momesco. Lucena Filho informa que as inscrições para o concurso de marchinhas carnavalescas já estão abertas na secretaria da Fundação Cultural de Imperatriz. (Domingos Cezar/ASCOM)