1/22/2014

TRÊS HORAS DEPOIS DE INICIAREM ASSALTO E MANTEREM 25 REFÉNS, BANDIDOS DEPÕE ARMAS E SE ENTREGAM.



O ATO CRIMINOSO TEVE COMO CENÁRIO O CARTÓRIO DO SEXTO OFICIO EXTRAJUDICIAL NA GODOFREDO VIANA.




O atual comandante do Terceiro BPM, tenente-coronel Markus Lima  passou, até agora, pelo maior teste desde que fora nomeado pela governadora Roseana Sarney para o comando do segundo maior batalhão da PM do Estado: negociar a rendição de pelo menos sete  bandidos que invadiram, por volta das  duas horas da tarde desta  quarta-feira o Cartório do Sexto Ofício Extrajudicial, no centro da cidade.

Os bandidos levaram azar em razão de a Polícia ter sido logo avisada do assalto em  andamento e ter cercado o local que no momento contava com 25 pessoas entre funcionários e clientes, todas mantidas reféns,  tendo início  momentos de tensão com todos os olhares da cidade, via redes sociais,  rádios, tv e em “ in loco”  centenas de curiosos  voltados para o Cartório.

A  área foi isolada.  Em pontos estratégicos policiais, civis e militares  aguardavam  pelas ordens do tenente-coronel Markus  que junto com o major Brito Jr iniciaram as negociações com os assaltantes

Três deles logo foram identificados  o que fez com que a Polícia  chamasse  para o teatro da operação alguns familiares dos assaltantes.  A partir dai o trabalho foi facilitado. Por telefone mãe, mulher e namoradas tentavam convencer a rendição.

Durante as negociações os assaltantes, para começar a libertação dos reféns, pediram coletes  à prova de  bala.  Os reféns foram sendo liberados aos poucos sob aplausos dos curiosos. Uma unidade do SAMU foi enviada pela Secretaria Municipal de Saúde para atender  àqueles que passaram mal.

Com a libertação dos reféns só restou aos assaltantes   entregarem as armas  (cinco ao todo) e se renderem.

Destaque-  
Peça fundamental nas negociações foi o advogado Jamil... que  com muito sangue frio funcionou como o elo entre os bandidos e a Polícia.  Mesmo sob a mira de armas ajudou a manter os assaltantes e os outros reféns calmos e isso ajudou muito.

                                          Dois dos assaltantes no momento da rendição

                                    O  final da história: reféns liberados e bandidos presos.