2/06/2014

Bancada do PMDB na Câmara decide não participar de reforma ministerial

O Globo

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados decidiu nesta quarta-feira abrir mão de indicar nomes para o gabinete da presidente Dilma Rousseff, em uma clara demonstração da insatisfação do partido com os rumos da reforma ministerial.
A decisão não implica um rompimento com o governo "independentemente da ocupação de qualquer cargo, em função da responsabilidade que temos para com o país, principalmente em relação ao desempenho da economia", segundo uma nota aprovada por unanimidade pelos deputados peemedebistas.
A promessa foi reforçada pelo líder da bancada, deputado Eduardo Cunha (RJ, foto abaixo), após a reunião.