3/28/2014

Município investe em ações voltadas para a educação no trânsito.


O público alvo do projeto são alunos da rede municipal. Até o final do segundo semestre 50 escolas serão atendidas.

Desde janeiro a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran) está desenvolvendo projeto de educação para o trânsito nas escolas municipais. As ações tem como finalidade, conscientizar jovens e adolescentes sobre as problemáticas decorrentes de imprudência no trânsito. Seis escolas já receberam a ação. 

A meta do projeto é atender 50 escolas da rede municipal até o final do segundo semestre.
De acordo com o secretário José de Ribamar, as ações de fiscalizações aliadas ao trabalho educativo nas escolas contribuem para a redução do índice de acidentes no trânsito. Afirma também que além das ações educativas do projeto, a Setran tem intensificado as sinalizações em frente às escolas.

O secretário ressalta que Imperatriz é uma das poucas cidades que tem reduzido o índice de acidentes. “Enquanto no Brasil o número de acidentes cresce proporcional ao número de veículos, em Imperatriz temos um aumento considerável de veículos, ao passo em que o índice de acidentes reduziu 14,3%”. Ribamar enfatiza que as ações de fiscalização, sobretudo as campanhas educativas com palestras e seminários nas escolas são fatores que tem garantido a eficácia nesse processo.
         
   Prometi - O Programa Municipal de Educação para o Trânsito (Prometi) capacitou mais de três mil alunos das escolas do ensino fundamental de Imperatriz nos últimos anos. O Projeto realizado pela Secretaria Municipal de Trânsito – Setran, é executado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O secretário enfatiza o êxito da proposta na segurança de condutores e pedestres. “Essas aulas são elaboradas e aplicadas pela própria equipe de coordenação de Educação para o Trânsito, da Setran”, disse ele, ao lembrar que o projeto atende todo corpo discente das escolas, com resultados positivos na redução do número de acidentes de trânsito nas vias de Imperatriz.

Ele assinala que nessa primeira etapa o Prometi beneficia apenas os alunos das escolas públicas, mas levantamentos serão realizados para que o projeto seja estendido às escolas particulares. “Temos priorizado o projeto na educação dos alunos do município, foco principal desse projeto de conscientização de uma nova educação viária em Imperatriz”, emenda.

A coordenadora de Educação da Setran, Silvanete Gomes, argumenta que “como o trânsito ainda não entrou na grade curricular em forma de disciplina, o tema é trabalhado de forma transversal de acordo com o projeto da Secretaria”.


“A metodologia consiste na aplicação de 12 aulas de trânsito para turmas de oitavo ano das escolas, durante três meses”, disse ela, ao citar que as aulas são semanais e os estudantes recebem uma cartilha, uma camiseta e no final do curso um certificado expedido pela Setran”, finaliza. [Eva Fernandes e Gil Carvalho – ASCOM]