5/12/2014

Terço de férias dos professores movimenta mais de 1,5 milhão no comercio local no dia das mães.


Kayla Pachêco – ASCOM.


Com o pagamento do terço de férias coletivas aos professores da Rede Municipal de ensino, a Prefeitura de Imperatriz injetou cerca de cerda R$ 1,5 milhão no comercio local nesse final de semana.

Ao todo 2.665 servidores da categoria foram beneficiados com o adicional de férias que por lei, deve ser creditado na conta do trabalhador em até dois dias antes do inicio das férias. O Secretário Municipal de Administração, Iramar Candido Lima, ressalta que fazem parte de contingente professores em sala de aula, auxiliares de magistério e demais servidores que atuam em funções pedagógicas.

“Os demais servidores que trabalham da Secretaria Municipal de Educação em funções administrativas recebem o adicional do terço à medida que desfrutam das férias em períodos alternados. O pagamento efetuado agora é destinado aos servidores que desfrutam das férias no mesmo período em que os alunos”.

Ao anunciar o pagamento, o Prefeito Sebastião Madeira ressaltou o esforço da gestão municipal em manter o pagamento do terço dos professores no primeiro semestre. “Desde que assumimos a administração municipal lutamos para garantir o pagamento unificado dos servidores de todas as áreas. No caso dos professores, até 2009 o pagamento do terço era efetuado em três etapas por ordem alfabética geralmente nos meses de outubro e novembro. Desde então sempre adiantamos o terço de férias no primeiro semestre e não medimos esforços para garantir o terço ainda esse mês pela passagem do dia das mães, uma data importante para todos nós.”


Sobre a mudança no calendário letivo, o Secretário Municipal de Educação, Zesiel Ribeiro, lembra que as férias coletivas de alunos e profissionais eram desfrutadas sempre em janeiro e nesse ano foram adiadas para junho em razão dos jogos da Copa do Mundo. “Ao encerrar o ano letivo de 2013 nossa equipe realizou o estudo do calendário de 2014 em conjunto com os educadores para garantir os 200 dias letivos previstos em lei aos alunos. Com os feriados nos dias de jogos da seleção brasileira, decidimos iniciar as aulas em janeiro e estabelecer férias no período entre 12 de junho e 14 de julho, período da copa, evitando assim prejuízo aos professores e alunos”.