8/17/2014

Prefeito Madeira repudia violência contra alunos de imperatriz e emite nota de repúdio. Bombeiros anunciam prisão administrativa dos envolvidos.


        Ao tomar conhecimento da violência sofrida pelos alunos da escola Maria das Neves o prefeito de Imperatriz entrou em contato imediatamente com a governadora e o próprio sistema de segurança para que providencias fossem tomadas para não deixar os culpados impunes.

         Ainda ontem a secretaria de segurança anunciou o afastamento das funções e a prisão administrativa dos envolvidos.

         Além de ligar para a governadora e acionar o sistema de segurança o prefeito emitiu nota de repudio



         Na nota Madeira ressalta que sabe e tem consciência de que este é um episódio isolado que não reflete a imagem do Corpo de Bombeiros do Maranhão, mas que espera uma punição exemplar de todos os envolvidos para que casos similares não ocorram jamais e não maculem mais ainda a imagem do Maranhão.

         Registrou seu repúdio e indignação diante de atitude tão grotesca contra os alunos de imperatriz e que eles e seus familiares podem contar com sua solidariedade e ajuda para que superem o mais breve possível o trauma sofrido.

Sidney Rodrigues - ASCOM




PREFEITURA DE IMPERATRIZ.
NOTA DE REPÚDIO
Chocado com as cenas de violência e barbárie protagonizadas por homens do Corpo de Bombeiros de São Luís, contra alunos, menores de idade, da Escola Municipal Maria das Neves Marques de Souza , que se encontrava na capital participando dos Jogos Escolares Maranhenses,  o prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, vem a público, em seu nome, e nome da população de Imperatriz, repudiar veementemente  tal atitude,  a que considera repugnante e  indigna daqueles que, em tese  deveriam zelar pela segurança da população.
É inconcebível que em pleno século XXI o Maranhão e o Brasil ainda se deparem com episódios como esse, eivado, sobretudo de fortes doses de preconceito contra um grupo de adolescentes, recém saídos da infância, que em São Luís realizava o sonho de pela primeira vez participar dos  Jogos Escolares Maranhenses.
O episódio atenta, e fere de morte, de uma só vez, diversos princípios constitucionais, entre eles o da dignidade da pessoa humana.
Temos consciência de que   esse é um episódio isolado que não reflete na imagem do Corpo de Bombeiros do Maranhão, uma entidade séria e   benquista por todos os maranhenses, e  com quem desenvolvemos diversas parcerias;  contudo, Isolado, ou não, o que se espera é a punição exemplar de todos os envolvidos no triste episódio, de modo que casos similares não ocorram mais e não maculem mais ainda a imagem Maranhão.
Fica aqui registrado, nosso repúdio e   nossa indignação diante dessa atitude grotesca contra nossos alunos e a certeza de que o  Sistema de Segurança,  com quem entramos em contato imediatamente  ao tomarmos conhecimento do caso, adote as medidas necessárias para não deixar impune  os culpados.
Aos nossos alunos, aos seus familiares, e professores   a nossa solidariedade e votos para que superem o mais breve possível o trauma sofrido.
Sebastião Torres Madeira
Prefeito de Imperatriz.

NOTA – SECOM (Bombeiros)

Por determinação da governadora Roseana Sarney, os membros do Corpo de Bombeiros suspeitos de agressão a menores, nesta sexta-feira (15), na Avenida Litorânea, foram afastados e tiveram a prisão administrativa decretada.
Os menores são alunos e atletas da escola Maria das Neves, de Imperatriz (MA), e estavam em São Luís para a Etapa Estadual dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs). A Polícia Civil e o Instituto de Criminalística,  já estão investigando o caso.
As vítimas já foram submetidas a exame de corpo de delito. Uma equipe da Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc) está em contato com os menores e familiares para prestar toda a assistência necessária.