9/28/2014

Secretaria Municipal de Saúde inicia construção do Primeiro Centro de Diagnóstico por Imagem do Município


O núcleo funcionará no mesmo terreno do Centro de Especialidades Médicas Três Poderes – Prédio próprio da Prefeitura Municipal de Imperatriz. As obras foram iniciadas no último dia 22 de setembro, e tem previsão de ser entregue a comunidade até fevereiro de 2015. No Centro, além dos aparelhos que compõe a estrutura do núcleo, funcionará também o primeiro aparelho de ressonância magnética do município.

A Coordenadora do Centro de Especialidades Médicas, Tassiana Brandão, ressalta que a instalação dessa nova aparelhagem ampliará o acesso dos Usuários do Sistema Único de Saúde aos exames de diagnóstico por imagem, realizados na rede pública de saúde no município de Imperatriz.

“Com aparelho próprio, deixaremos de depender de prestadores de serviços - o que vai nos possibilitar a realização de um maior número de exames e a custos mais baratos, pois sairão pelo valor estabelecido pela tabela SUS. Além disso, teremos mais agilidade no processo, encurtando o espaço de tempo entre o pedido e a efetivação do serviço”, observa Tassiana.

Localizado dentro do espaço do prédio do Centro de Especialidades Médicas Três Poderes, está sendo construído o Centro de Diagnóstico por imagem. O ponto era utilizado para lavagem de veículos, e estava sem utilização. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) é o local mais adequado para receber as instalações, por ser de propriedade da prefeitura e possuir a estrutura necessária.

Pata tanto, o espaço está sendo ampliado com a retirada de uma árvore existente nas proximidades do local – uma mangueira. A coordenação explica que não teria como concluir a edificação sem a retirada da mesma.

 “Sabemos que se trata de uma árvore centenária e da importância dela para o equilíbrio ambiental, porém em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Secretária de Saúde Conceição Madeira já se comprometeu a plantar árvores em outra área da cidade, como forma de compensação”, reiterou.

Segundo a SEMUS, os ganhos para a população com a chegada desse centro é muito grande, pois vai refletir diretamente na diminuição da demanda de ultrassons e ressonâncias que são realizadas pela Rede Pública de Saúde. Com a conclusão da obras a população terá a sua disposição Aparelhos de Ultrasson de última geração, Máquina de Ressonância Magnética e um tomógrafo - instalado no Socorrão.


Maria Almeida - ASCOM