6/04/2015

“Beco da Varig” ganha calçamento:A previsão de entrega do mais novo acesso à Avenida Beira Rio é de no máximo 60 dias.

"Beco da Varig sendo pavimentado
O Prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, visitou na segunda-feira, as obras de pavimentação do “Beco da Varig”, localizado entre a Rua 15 de Novembro e a Avenida Beira Rio. A obra visa melhorar a acessibilidade de pedestres à Beira Rio. 

O secretário Municipal de Infraestrutura, Roberto Alencar, afirma que a previsão de entrega da obra é de no máximo 60 dias. Segundo ele, a SINFRA vai proporcionar uma estrutura de qualidade para que a população possa transitar pelo local com tranquilidade. “O beco terá pavimentação em bloquete intertravado, iluminação e paisagismo com palmeiras”.

O recurso usado para realização da obra faz parte de uma parceria entre Prefeitura e Governo Federal. O beco, que antes estava interditado, servia de esconderijo para usuários de drogas. Agora, a comunidade, que reside nas proximidades comemora a ação, pois no lugar do matagal, lixo e insegurança, percebe uma mudança significativa no novo acesso à Beira Rio.
"Beco da Varig" sendo pavimentado pela Prefeitura 

Madeira destaca que o Município quer garantir cada vez mais a realização de serviços para melhorar a vida dos imperatrizenses. “Além de ser mais um acesso para a Beira Rio- que representa um dos nossos grandes cartões postais este local será ponto de venda de artesanatos. Essa é uma forma de estimular na nossa cultura regional”.

O vice- prefeito, Luis Carlos Porto, o Pastor Porto, que também esteve no local, assinala que a população receberá um benefício significativo, visto que a Fundação Cultural já está articulando ações para promover a cultura no local.  Para ele a pavimentação do Beco, representa mais que um acesso. “Na verdade é um resgate da história de Imperatriz. Entrar e sair ao lado da casa do saudoso prefeito Urbano Santos e do Comerciante Guilherme Cortez, significa andar na Imperatriz do passado”. E complementa “o uso cultural pela FCI é um gol de placa. músicas, recitais, contadores de história, enfim, um beco sagrado, pois celebrará semanalmente a cultura do seu povo’.

Eva Fernandes-  ASCOM