6/16/2015

Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China quer estreitar relações comerciais com Imperatriz


Prefeito Madeira recebe em audiência o presidente da entidade, Charles Tang, que propõe que ele lidere ida de missão empresarial àquele país para conhecer possíveis investidores.

Gil Carvalho

O prefeito Sebastião Madeira, acompanhado dos secretários de Desenvolvimento Econômico (Sedec) Sabino Costa, Agricultura José Fernandes, assessores e empresários recebeu em audiência nesta segunda-feira (15) o presidente da Câmara de Comércio Brasil-China, Charles Tang. A expectativa é que novos investimentos sejam celebrados entre o governo Chinês e o município de Imperatriz, no Maranhão.

Acompanharam ainda a audiência o  representante da Secretaria de Estado da Industria e Comércio em Imperatriz,  Atenágoras Reis Batista, o presidente da Associação Comercial e Industrial Jairo Almeida e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Francisco Almeida e o articulador da vinda de Tang a Imperatriz Helberth Rodrigues de Oliveira.

“Participei dessa reunião com o prefeito Madeira, onde combinamos uma estratégia para buscar maiores investimentos da China para essa região de Imperatriz”, disse ele, que convidou o chefe do Poder Executivo a liderar uma missão de empresários e de entidades representativas latinas para buscar apoio, negócios e investimentos da China.

Tang assinala que conseguiu viabilizar um investimento na ordem de R$ 2,5 bilhões para o município de Maracaju, que dispõe aproximadamente de 45 mil habitantes, situado no estado do Mato Grosso do Sul. É o 11° e o sexto município mais rico do estado, de acordo com dados do IBGE.

Segundo ele, o dinheiro tem sido utilizado na aplicação de biotecnologia que beneficia não apenas o município de Maracaju, mas principalmente o estado do Mato Grosso do Sul com a transferência de alta tecnologia. “A ideia é viabilizar um projeto semelhante para Imperatriz ou a região sudoeste do Maranhão”, propôs.

O presidente da Câmara de Comércio Brasil-China ressaltou ainda que por meio de intercâmbio com os chineses poderão colaborar com empresários imperatrizenses na implantação de “planta de energia solar”, bem como instalar um entreposto de produtos chineses – espécie de atacadão – proposto pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Francisco Almeida.

“Esse atacadão chinês beneficiará não apenas a comunidade de Imperatriz, mas os moradores das regiões sudoeste e sul do Maranhão, além dos vizinhos dos estados do Tocantins e Pará”, observou Charles Tang.

O prefeito Sebastião Madeira considerou proveitosa a visita do presidente Charles Tang, da Câmara de Comércio Brasil-China, que oficializou convite para liderar delegação de empresários e representantes do município de Imperatriz. “O objetivo é que a nossa cidade tenha um canal direto com a China”, disse.

Madeira argumentou que a proposta será debatida com os diretores da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII); da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema); Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural) e outros segmentos econômicos de Imperatriz. “Vamos estudar [com muita boa vontade] a possibilidade de fazer essa delegação e conhecer melhor a China, abrindo novas perspectivas diante dos investimentos que estão feitos pelo governo chinês no Brasil”, reitera.

O secretário Sabino Costa (Desenvolvimento Econômico) observa que o governo brasileiro enfrenta dificuldades financeiras para consolidar grandes investimentos no país, ao contrário da China que dispõe de viabilidade de recursos e pretende avançar nesta parceria com o Brasil.
“Temos muito a realizar na área de infraestrutura, porém faltam os recursos necessários, mas existe essa perspectiva para nossa região por intermédio do presidente da Câmara de Comércio Brasil-China”, prevê ele, que considera necessário incrementar essa relação bilateral com a China.


Fotos: Sidney Rodrigues