11/04/2015

Programa "Melhor em Casa" facilita acesso dos Imperatrizenses aos serviços de Saúde


Imperatriz foi o primeiro município do Estado a implantar o Programa.  Mantido pela Prefeitura, o Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) atende pacientes que necessitam de cuidados médicos em casa.

Pacientes usuários da Rede Pública de Saúde egressos de longas internações hospitalares e que necessitam de assistência médica recebem em casa desde outubro de 2013 estes cuidados. Procedimentos como Medição de Pressão, Teste de Glicemia, Curativos e Acompanhamento Médico e Nutricional são disponibilizados diariamente em regime de plantões diurnos (07 horas às 19horas) inclusive finais de semana e feriados.

“Constituído por equipe multiprofissional ‘O Programa Melhor em Casa’ é especializado em acompanhamento domiciliar de pessoas com necessidades de cuidados intermediários entre o hospital e a rede básica, ou mesmo de caráter substitutivo às internações de baixa/média complexidade; e se configura como uma porta de saída junto aos serviços de urgência/emergência, evitando internações hospitalares desnecessárias”, explica a Secretária de Saúde, Conceição Madeira.

Ela informa ainda que era muito comum que usuários ficassem internados em hospitais quando poderiam receber cuidados de saúde no conforto do seu próprio domicílio.  Entretanto, para resolver a problemática o município mantém por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), duas SAD, que são compostas por Médico, Enfermeiro, Fisioterapeuta Técnico em Enfermagem, Nutricionista e Assistente Social. Diariamente estes profissionais fazem visitas levando saúde e esperança as famílias imperatrizenses. Francisco Francelino de 70 anos é um dos atendidos pelo Programa e reconhece o beneficio do serviço.

“Eu tive vários problemas de saúde, fique internado durante muito tempo, daí quando voltei para casa comecei ser atendido por essa equipe (SAD), eles vem aqui todo dia, graças a Deus! E em função disso, já estou melhor, inclusive fiz uns exames hoje e não deu nada. Devido meu problema de coluna eu não movimentava as pernas de jeito nenhum e agora já comecei movimentar. Estou muito satisfeito com o atendimento”, ressalta o aposentado que recebe a assistência diária da equipe desde o dia 13 de agosto – há quase três meses.

De acordo com o prontuário médico do senhor Francelino é diabético, hipertenso, e teve uma fratura patológica em coluna, que está sendo investigada por neurologistas. “Mas a equipe vem aqui, faz curativo dele diariamente, e ele está melhorando a cada. A equipe tem um papel fundamental na recuperação desse paciente, para a estabilização do quadro clínico dele, e a gente está aqui para levar saúde ao ambiente domiciliar”, declara o médico da equipe Alecksandro Mesquita.

Implantado no município na gestão do Prefeito Sebastião Madeira há exatamente dois anos, o Programa Melhor em Casa atende hoje aproximadamente 60 pacientes, e tem como principais benefício: Humanização da atenção; Menor exposição à infecção hospitalar; Maior conforto para o usuário e sua família; Disponibilização de leitos para os usuários que necessitam de internação hospitalar; Aumento dos leitos de retaguarda da rede de atenção às urgências/emergências e Otimização de recursos.

“Assistimos pacientes encaminhados pelo Hospital Municipal de Imperatriz, UPA, SAMU e demais serviços de saúde. E para os pacientes que não foram encaminhados por nenhum dispositivo da Rede Pública de Saúde, e desejar fazer parte do Programa, a família deve entrar em contato conosco na sede do Programa no Departamento de Atenção Básica (Av. Getúlio Vargas, Centro) que avaliaremos a necessidade dele receber atendimento domiciliar”, explica a coordenadora do Melhor em Casa, Edna Leite.

O Programa

O Serviço de Atendimento Domiciliar é uma assistência oferecida na residência do paciente, proporcionando a garantia de continuidade dos cuidados à saúde. O SAD é um serviço intermediário entre à internação hospitalar e ao atendimento ambulatorial, com foco na assistência humanizada e integrado às redes de atenção disponíveis na rede pública de saúde.

Em Imperatriz o serviço funciona desde outubro de 2013 e atende atualmente cerca de 60 pacientes. São duas equipes que ficam de plantão diariamente em plantões diurnos (07 horas às 19horas) inclusive finais de semana e feriados.

Situações/condições comuns nos hospitais que podem ter o cuidado continuado no domicílio pelo sad:

  • Condições que necessitam de antibioticoterapia venosa que pode ser realizada no domicilio (ex: doenças infecciosas).
  • Todo o usuário que estiver internado em hospital, com quadro clínico estabilizado, segundo avaliação, mas ainda necessita de determinados cuidados especiais que podem ser realizados no domicilio de maneira imediata à alta, por equipe do SAD.
  • Condições de pós - operatórios em geral (ex: fratura de fêmur);
  • Condições de restrição ao leito/lar e uso de equipamentos/insumos (ostomias, sondas, terapia nutricional.
  • Condições de restrição ao leito/lar e com úlceras/feridas extensas em uso de curativos complexos;

  • Condições de cuidados paliativos (controle da dor e outros sintomas) que necessitam de atendimento domiciliar frequente e intensivo;
  • Situações de dependência funcional egressas de longas hospitalizações, que necessita de atendimento domiciliar frequente e intensivo, além de capacitação in loco da família/cuidador

Maria Almeida - ASCOM