6/12/2017

Terceiro BPM: escola de comando

Coronel Markus
 O Terceiro Batalhão da Polícia Militar, sediado em Imperatriz, ao longo dos anos tem sido uma importante base de formação do corpo de oficiais da Polícia do Maranhão. Tanto que os praças mais antigos costumam dizer que quem  “passa  pelos desafios de Imperatriz está pronto para  assumir qualquer função maior dentro do organograma da PM, incluindo até mesmo o  Comando Geral”

Só para citar alguns os ex-comandantes  Nogueira, Bastos, Melo, Zanoni, Alves  e Franklim antes de ocuparem o cargo máximo da PM do Estado “sentaram praça em Imperatriz no comando do Terceiro BPM.   Mesmo o atual comandante  Pereira, embora não tenha sido comandante,  passou uma boa temporada em Imperatriz e aqui deixou sua marca,  o que certamente contou na sua indicação para o Comando Geral.

Sobre a importância do Terceiro BPM na carreira dos oficiais da PM do Maranhão  convém  ressaltar que os atuais  comandantes do  Comando de Policiamento do Interior CPAI/3 e CPA/6 respectivamente  os coronéis  Antônio Markus da Silva Lima, e Edeilson Carvalho  tiveram nele  o  ponto forte de sua formação.
Coronel Edeilson

 Antes concentrados na capital, tais comandos  
foram descentralizados pelo governador Flávio Dino (PC do B)  e hoje estão mais perto das suas áreas de abrangência.
O CPAI/3, sob o comando do coronel Markus vai de Buriticupu ao Estreito, inclundo Imperatriz;  já CPAI/6 sob o comando  do coronel Edeilson  vai de Carolina a São João dos Patos.  São posições que não têm muito apelo de mídia, mas de extrema importância na estruturação da política de segurança pública da PM do Maranhão.

Marcus trouxe para a PM do Maranhão a experiência  do Exercito Brasileiro onde serviu por cinco anos no Estado do Ceará.  Ingressou  “na briosa” maranhense  em 1992 tendo  nesses anos servido  no Primeiro  BPM,  Sexto BPM,  na Rádio Patrulha da capital; e ainda  nos municípios de Presidente Dutra,  Grajaú, Barra do Corda,  Colinas,  São João dos Patos,  Açailândia e Imperatriz , cidade onde foi alcançado pela promoção de coronel e de onde saiu para o CPAI/3

Momento tenso do comando  coronel Markus do Terceiro BPM  foi em 2014 num assalto, com reféns,  no centro de Imperatriz. Três horas de negociações sob o comando dele, sem nenhum  tiro disparado,  os 25 reféns foram liberados e os assaltantes presos. Relembre, aqui: https://porelsonaraujo.blogspot.com.br/2014/01/tres-horas-depois-de-iniciarem-assalto.html


Mais jovem o coronel Edeilson começou a carreira como soldado em Imperatriz  também na década de 1990 tendo alcançado o oficialato  por meio de concurso. Serviu na capital e no interior tendo atingido um ponto alto da carreira em Imperatriz ao comandar o Terceiro BPM , e depois o então recém criado 14 BPM  de onde saiu,  com a promoção de coronel,  para o CPAI/6