12/27/2019

IFMA DE MANGABEIRAS SE TORNOU UM GRANDE CENTRO DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO



Trabalhos científicos produzidos naquele campus já foram apresentados até no exterior
            O Campus do IFMA de São Raimundo das Mangabeiras leva muito a sério o tripé: ensino, pesquisa e extensão. Concluídas, em fase de andamento ou ainda em caráter embrionário as pesquisas, ao longo da presença da instituição  nesse município,  têm sido seu diferencial a ponto de, segundo o coordenador do Setor de  agropecuária o pernambucano Eugênio Ferreira, já ter trabalhos científicos apresentadas até no exterior.

            A extensão não fica atrás. Os pequenos produtores da região têm tido contato com tecnologias, até pouco tempo inalcançáveis por eles, transmitidas pelo corpo docente daquela instituição de ensino que na sua maioria é formado por mestres e doutores. O IFMA de Mangabeiras tem 1500 alunos.

Eugênio Ferreira admite que não é fácil introduzir novos conhecimentos numa cultura de produção empírica sedimentada ao longo dos anos, mas isso não é impeditivo para que esse trabalho continue. O professor raciocina que há muito espaço para que a região da chapada das Mangabeiras se torne um grande centro de produção. “Trabalhamos firmes para tornar o Maranhão um grande centro de produção” disse.
Visitantes tomam conhecimento dos avanços do IFMA de Mangabeiras
 O técnico fala com a propriedade e experiência uma vez que é oriundo de uma das regiões mais secas do País, o sertão Pernambucano e que graças a muita pesquisa e investimentos públicos e privados produz e exporta várias culturas, notadamente frutas. Nessa área, em particular, pela experiências que estão sendo feita no IFMA  a região de  Mangabeiras de importadora pode se tornar, segundo ele, em exportadora de frutas dadas as condições climáticas e de solo.

RAIMUNDO CARREIRO, MINISTRO BENFEITOR DO IFMA DE MANGABEIRAS

Ministro Raimundo Carreiro

A um grupo de visitantes o professor Eugênio Ferreira  depois de ressaltar as conquistas do IFMA reconheceu e destacou o apoio e o empenho do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Raimundo Carreiro para a implantação do Campus de Mangabeiras o que fez dele, depois disso, um benfeitor permanente da instituição uma vez que com seu prestígio, conquistado ao longo da sua carreira na capital federal, tem conseguido recursos para que o IFMA viesse a se tornar o que é hoje, um centro de excelência e  de difusão do conhecimento .

O apoio de Raimundo Carreiro ao IFMA  de Mangabeira como indutor do desenvolvimento da região  tem um viés sentimental. Natural do povoado Canto Grande, zona rural do município, ele deixou o lugar há exatos 52 anos, conforme ele, “com um saco na cabeça” para estudar e trabalhar em Brasília. Ali  depois ralar muito tornou-se servidor do senado e também se formou em Direito.  No Senado permaneceu até chegar ao TCU, Tribunal do qual hoje é membro destacado e do que já fora presidente.

Professor Eugênio Ferreira fala sobre os avanços do IFMA e o apoio do ministro Raimundo Carreiro

 Moradores da cidade e região  testemunham que mesmo tendo deixado o município Raimundo Carreiro nunca abandonou suas raízes e sempre que pode passa férias na cidade além de ser um ponto de apoio aos mangabeirenses que por um ou outro motivo precisa dele na capital da República.

O senador Roberto Rocha (PSDB), com raízes familiares nessa região, também destaca  a importância do ministro Carreiro que dentro do seu  permissivo tem ajudado a região. Para  o parlamentar  se cada um fizer sua parte a região só tende a se desenvolver.  "Saúdo ministro Carreiro pela sua história de vida e amor por nossa região" assinalou Roberto Rocha

Só essa semana Rocha anunciou dois investimentos importantes para a região. uma ponte  de concreto e aço sobre o Rio Neves (Mangabeiras) e um Centro de Diagnósticos  Médicos em Balsas. 

Também filho de Mangabeira,  e atualmente morando em Brasília, Antônio Carlos Bringel, que acompanhou a visita ao IFMA,  diz que chega a se emocionar com o história de vida de Raimundo Carreiro “  um ilustre filho  que pelas relações conquistadas direta e indiretamente tem ajudado demais nosso município a se desenvolver”  destacou.