1/21/2020

LUGAR DE MULHER TAMBÉM É NA POLÍTICA


2020 é ano político.  O Brasil vai eleger prefeito e vereadores. A grande novidade da eleição que se aproxima é o fim das coligações proporcionais. E o que isso que dizer?
Que dizer que os partidos  políticos, que são mais de 30,  não poderão mais coligarem-se para poder formar chapa. Agora é cada um por si salve-se quem puder. Teremos uma explosão de candidaturas no País.

Um problema continua.  O pouco apetite das mulheres pela participação política.
A exigência de 30%  na composição da chapa de vereador por exemplo  por elas se tornou um  problemão. Essa exigência legal vem desde 1997  contudo hoje é mais é rígida.  Sem esses 30% os  partidos não poderão lançar  candidaturas a vereador

A Justiça destina  um prazo para que os partidos se ajustem. Se não atingir a exigência dos 30% de mulheres não tem jeito , a chapa cai.

Esse  vai ser o drama de muitos partidos no Brasil convencer a mulher a participar ativamente do processo político para poder montar as chapas de candidatos a vereador. E tem que ser uma coisa séria já que a Justiça Eleitoral está atenta e não vai admitir candidaturas laranjas, ou seja  de faz de conta.